Skip to main content

[Opiniões] - "A Flor do Desejo", de Cherie Feather

Deixo aqui uma opinião - a primeira sobre o género romance sensual - que disponibilizei há umas semanas n'Os Livros Nossos.

Sinopse 

Mandy Cooper, directora do Museu de Arte Feminina da Cidade de Santa Fé, há muito que admira a pintora Catherine Burke e segue com interesse a história da intensa relação amorosa que a artista do século XIX manteve com Atacar, um belo americano nativo. Contudo, a ligação de Mandy ao casal vai estreitar-se ainda mais. Mandy envolve-se com Jared Cabrillo, o perigosamente atraente sobrinho-bisneto de Atacar, naquela que será uma relação escaldante e avassaladora.
Jared, por sua vez, esconde um segredo que vai mudar a vida de todos. Na posse do diário íntimo de Catherine, que muitos pensavam estar perdido para sempre, conhece todos os desejos e fantasias da artista. E decide recriar na sua relação com Mandy a paixão escaldante que uniu Atacar e Catherine. Ele sabe exactamente como conquistar uma mulher, incluindo o recurso à simbólica e sensual linguagem das flores… Mas Jared sabe também o quão intensamente Catherine amava Atacar e o quão perigosamente ele a amava. Será amor o que o une a Mandy?
O diário de Catherine é intemporal, simultaneamente romântico, sensual e trágico. Mais de cem anos depois, os segredos contidos nas suas páginas tanto podem unir Mandy e Jared para sempre como destruí-los a ambos - atrever-se-ão eles a amar depois de tudo por que passarem?
A Flor do Desejo é uma história envolvente sobre dois romances separados pelo tempo, mas unidos e marcados pela mesma paixão arrebatadora.
Opinião
Já li este romance na semana passada, é o primeiro do género que leio. A sua compra deveu-se ao preço lowcost a que o encontrei, na curiosidade em enveredar por este tipo de romances e, claro, a sinopse e a capa, que revelam muito, cada uma à sua maneira. E também por já ter lido opiniões divergentes que me deixaram curiosa.
Estava reticente sobre o que ia encontrar dentro das páginas, mas fiquei agradada com o resultado. A contracapa não mente, é descritivo de cariz sexual, mas também apresenta uma história forte por trás. Aliás, duas. A autora vai contando duas histórias de amor em paralelo. 
Adorei os dois romances, sinceramente não sei se conseguiria escolher. Como vêem pela sinopse, o primeiro data do século XIX e coloca os problemas da época, entre Catherine e Atacar (já disse que adoro o nome?). O segundo passa-se nos dias de hoje e visa em encontrar um meio-termo entre o equilíbrio físico e emocional, entre Mandy e Jared. De salientar que Jared é o sobrinho-neto de Atacar e que tem um segredo de família muito bem guardado e que Mandy anda à procura do diário de Catherine. Sherie foi bem-sucedida, em ambos os romances, mostrou duas épocas e quatro pessoas muito diferentes, interligadas por um objectivo supremo. 
As cenas escaldantes são muito descritivas, às vezes com pormenores que eram dispensáveis, pois subentendem-se claramente, mas fora isso, é um romance agradável.
A escrita da autora é simples, fluída e cativante. Surpreendentemente, a parte que mais gostei não foi a parte que li em outras opiniões, mas foi o facto de as personagens se irem descobrindo a eles mesmos e cederem aos poucos ao amor. 
Gostei do final. Uma das histórias não acaba assim tão bem, admito que chorei (como Madalena que sou), mas também admito que não podia ser de outra maneira. E se fosse não teria tido tanto impacto e a história não alcançava o objectivo a que se propunha. 
É claramente um romance feminino (ainda não se tinha notado, pelas lágrimas que afirmei verter, pois não?), com muita sensualidade e comoção.

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?