Skip to main content

Posts

Showing posts from March, 2014

Plano de Março: sucessos e insucessos

Como correu? Podia ter sido pior... O plano original podem ver aqui
Dos nove que planeei ler, li 4 e 100 páginas do último. Infelizmente ainda só escrevi opinião do primeiro - que foi fraco. Desta toma, Um Verão na Toscana foi uma desilusão e de Dias de Ouro esperava mais. Adorei A Paixão, é de época e arrebatador como já vem sendo habitual neste género. A Vigança do Lobo está a ser uma surpresa, mas comecei a ler no primeiro dia de Março e ainda não o acabei. Vá-se lá perceber. Posso adiantar que a escrita do autor é muito completa. É rica em detalhes sobre as peronagens e sobre as suas acções, sem cair no exagero. É bastante visual e interessante. 


A juntar a estas leituras ainda li mais 8, mas isso fica para outro post!
Nota mental: planear mínimo 5. 

Lápide: o que escrever!

Às vezes, dá-me para isto. 
Para quê? Para partilhar momentos do meu dia-a-dia.

Hoje a situação que me traz aqui ocorreu na aula de Teoria Organizacional - uma unidade curricular do 4º ano de mestrado de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações. 
O tópico de hoje era as novas características organizacionais e, como não podia deixar de ser, falámos na globalização e na tecnologia e no meio incerto que daí advém e, paralelamente, daí resulta. 
A certa altura, pergunta-nos a professora - cujo nome não fixei, por ter sido a primeira vez que nos deu aula:
"O que escreveriam na vossa lápide? Já pensaram nisso?"

Silêncio.
A sério, é arrepiante o silêncio que se faz quando os professores fazem perguntas. Contra mim falo, que fico no meu cantinho caladinha. Bom, o certo é que ninguém respondeu o que a imagem de cima representa. 
A verdade é que sim, já pensámos. Duvido muito do contrário. Qualquer pessoa que veja um filme - temos o exemplo do Scrooge - ou um li…

Clássicos em 2014: Livros

Em Abril de '14 faz dois anos que voltei às leituras após um período de três anos sem ter lido um livro de lazer, apenas por desporto, se é que me faço entender.  Assim, tenho andado a ver os melhores preços e a tentar adquirir alguns títulos que há muito figuram na minha wishlist mental. A Civilização Editora, por muitos defeitos que tenha - não acabar as séries que publica e traduzir nomes de autores, por exemplo - optou por publicar uma colecção de Clássicos em 2013. Dessa colecção, já comprei três:

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen,é uma história que já tive a oportunidade de ver em filme, com os actores Keira Knightley e Matthew Macfadyen. É um filme que, por mais vezes que repitam na TV, fico sempre a ver.
Jane Eyre, de Charlotte Brönte, queria ver se lia o livro para ver o remake de 2006 da mini-série original de 1973.  Ambas são da BBC e têm quatro episódios.
Anna Karenina é um romance intemporal. Não sei se a escrita me vai prender, dado que os clássicos têm tido um efe…

"Sedução Irresistível", de Elizabeth Hoyt

Goodreads
Opinião
Apesar de ser o 3# da saga dos Quatro Soldados, Sedução Irresistível foi o primeiro que li de Elizabeth Hoyt. A expectativa de ser um re-telling d’a Bela e o Monstro impeliu-me a escolhê-lo e a passá-lo à frente da pilha.  Posso dizer que na mesma semana li Nicole Jordan (A Paixão) e que estas duas autoras rivalizaram com aquela que se tornou na minha predilecta - Julia Quinn.Sir Alistair Munroe foi posto de lado e marginalizado pela sociedade pelo seu aspecto. Deveria ter sido considerado herói de guerra e olhado e respeitado como tal, mesmo que isso não aplacasse as feridas internas e externas que evidenciava. É a besta desta história. Helen Fitzwilliam é mãe de dois filhos que se apresenta ao dispor de Sir Alistair – serei a única a tentar reproduzir a pronúncia britânica sempre que leio/digo este nome? Aiai – e é peremptória em ficar e não arredar pé do castelo do seu novo protector. Criei uma grande empatia por Sir Alistair – é difícil não criar quando a personage…

"Ligeiramente Perverso", de Mary Balogh

Goodreads
Opinião
Este mês parece ter sido dedicado a romances de época. Ainda não acabou e já conto com sete no meu repertório, sendo Ligeiramente Perverso o último lido e o primeiro a ser opinado. Ando com preguiça de escrever as restantes… Lembro-me de que Ligeiramente Casados, o 1# da saga Bedwin – não contando com a prequela – foi o primeiro romance de época estrangeiro em que pus os olhos. Dei 5*. Hoje, provavelmente, seria mais contida a dá-las, contudo, eis o que escrevi nesse livro:
“Sou novata nestas andanças de atribuir estrelas.O que nos impele a atribuir 5* a um livro ou 2* a outro? E da mesma forma que um livro é cotado de 1 a 5 por diferentes leitores? São perguntas que prefiro deixar em aberto, até porque não tenho uma resposta conveniente nem satisfatória.Tenho tentado saber mais sobre o que me faz discriminar os livros com estrelas. Não olho para os livros - nem os analiso - com um olhar crítico, como muitos leitores ávidos fazem, inclusive pessoas formadas em Literatu…

"Academia de Vampiros", de Richelle Mead

Goodreads
Opinião
Disse no goodreads que me apeteceu dar 4*. Não é bem verdade, mas vou tentar explicar-me melhor por aqui. Ainda não vi o filme e li o livro há uma semana. Depois de tanto tempo, pus-me a escrever esta opinião – quanto a postar será uns dias depois disto. A ver o que me recordo de dizer… Sentia curiosidade sobre a saga – série? /whatever! – porque toda a gente adorava e via dar 4* e 5*. Gostei do primeiro livro, mas não foi o suficiente para me fazer pensar em comprar o resto, ainda para mais a Civilização Editora cancelou depois do 4#, obviamente não sabem ser civilizados para com os leitores, mas adiante. Sem – muitos – ressentimentos. Foi uma história que me agarrou logo nas primeiras páginas. Para variar, não incide na personagem-mestre, ou seja, na personagem que faz mover tudo. Não sei se me estou a fazer entender, mas não consigo explicar de outra forma. A narradora é Rose, a melhor amiga de Lissa – que é a tal personagem-mestre e é uma princesa do clã Moroi …

"Sonhos de Papel", de Ruta Sepetys

Goodreads
Opinião
Assim que li a sinopse, imaginei mil e um cenários. A sinopse engana, faz parecer mais do que é...
Não gostei da escrita; não gostei do rumo da história, gostei do título mas forçado (apenas porque a protagonista trabalha numa livraria - facto, uma vez mais, forçado), não apreciei muito o final. As personagens pouco desenvolvidas, todo o meio envolvente pouco desenvolvido. Sim, estou a repetir-me. Já disse que não gostei? Já. Oh bem... Foi uma desilusão.**

Em relação a livros da ASA, ou é 8 ou é 80, ou adoro e dou 4* ou 5* ou vai corrido a 1* - impressionante! O excerto de cima foi o que escrevi no goodreads, agora mais pormenorizado:
TítuloDado que o original é Out of the Easy, penso que foi uma má decisão da ASA traduzir para Sonhos de Papel. Suspeito que tenha sido porque a protagonista vivia rodeada de livros e trabalhava numa livraria (segredo muito complicado de desvendar, cof, cof) – pormenor que está na sinopse, portanto não é spoiler – fazê-lo só por isto foi um…

42ª Maratona Literária

Confesso que esta maratona podia ter corrido melhor. Fiquei dois dias sem ler nada - a preguicite aguda é assim - e nos outros dias pouco li. Enfim, chega de desculpas. Aqui ficam os livrinhos lidos.

1 - 384 Páginas 2 - 100 Páginas 3 - 340 Páginas 4 - 416 Páginas 5 - 404 PáginasTotal: 1644 páginas
As opiniões saem em breve!

[Aquisições] Fevereiro '14

O mês de Fevereiro foi rico em aquisições - e a carteira mais pobre! - ora vejam!




Portanto, da esquerda para a direita e desde a primeira linha: 
1 - Compra 2 - Troca 3 - Compra em 2ª Mão 4 e 8 - Compra Wook + Oferta 5 e 9 - Promoção 2-1 Continente  6 - Compra 2ª Mão 7 - Compra 2ª Mão 10/11/12 - Promoção Presença 
Até que não foi mau... -.-' alguém que ache o mesmo, por favor. 

Leituras - Fevereiro '14

Depois de Janeiro ter sido um mês muito bom, tendo sido o melhor desde que comecei a ler em meados de 2012, Fevereiro afigurou-se como melhor ainda. Ora vejam :)


O título Casado até Quarta, de Catherine Bybee, despertou a minha curiosidade. É um romance chick-lit típico, muito light, com um happy ending. Este mês inscrevi-me no desafio Harlequin do ADPOC e O Guarda-Costas da Princesa(Duty at what cost?), de Michelle Conder, e O Xeque Atormentado (Beholden to the throne), de Carol Marinelli, foram os dois primeiros para este desafio. Desta fila, o que mais gostei foi Sozinhos na Ilha, de Tracey Garvis Graves. É um romance que nos faz pensar 'E se...?'. Infelizmente, Um Beijo Inesquecível, de Teresa Medeiros, ficou um bocadinho aquém das expectativas. 

A Noiva Proibida(The Greek's Forbidden Bride), de Cathy Williams, foi um romance leve muito fraco. Muitas repetições, muito arrastar, muito suspense para nada... Entre o Agora e o Nunca, de J.A. Redmerski, foi uma boa surpresa …